1 ano · Aniversário · mesversário

12 meses ou: UM ANO

E já começo o post como o Silvio: em ritmo de festaaaaaa!

Um ano. 365 dias, uma rotação completa da Terra, 4 estaçōes, 12 meses, toda essa pataquada que duram 12 meses só pra dizer que o Thomas fez 1!

Neste último ano, foi a hora da mudança. Mudei, mudamos muito nestes últimos 12 meses. Fiz coisas impensadas, aprendi muito comigo, me tornei uma pessoa melhor.

Ter vivido tão de perto o desenvolvimento de um ser humano, como vivi neste último ano, fez com que eu visse como é complexa essa relação mãe/filho.
Começou na gravidez, quando me senti a mais foda das mulheres; linda, gata, gostosa, fodástica. Aí pari, me senti a mais da mais foda das mulheres! Sentir ele passar cada pedaço por dentro de mim foi a experiência mais maluca da minha vida. Ter pego seu corpinho quente e melecado assim que nasceu foi mágico! Depois veio o puerpério e a bomba caiu: problemas de amamentação, aliada à mudança de país me estressaram muito e eu vendo hoje, percebo que deveria ter ido com mais calma comigo mesma. São águas passadas. Me cobrei, me cobro muito, para ser a melhor mãe pro Thomas.

E o Thomas?
Neste primeiro ano de maternidade, esse trequinho de 74cm, me ensinou MUITO. Especialmente que não depende só de mim, fazer dele um cara feliz! Ele tem sua personalidade, e QUE personalidade!
Logo nos primeiros dias, eu percebi que ele era bem observador. Olhava tudo e todos, com suas mão compridas e olhos penetrantes. Depois, com 3 meses o bicho pirou na batata! Ficou bravo, fez com que eu suspeitasse que ele tivesse refluxo, alergia alimentar, estivesse possuído, sei lá, mas era só o Thomas sendo o Thomas. Bravo.
Depois vieram as conquistas: sentou, ficou, riu, aprendeu a comer, engatinhou, falou, começou a andar com apoio, mostrou seu senso de humor com o que acha de fato engraçado. E chorou. Chorou muito. O que pra mim cai naquela história do aprendizado: eu não deixo ele chorar à toa. Não deixo ele ser submetido a certas coisas sem saber, comunico tudo. Mas isso não basta e quando ele está bravo, contrariado ou no colo de quem não gosta, ele mostra a plenos pulmões, de cair lágrima. Tem dia que ele chora o dia todo por bobagem. E eu? Sento, converso, mostro que não precisa desesperar. Tem dias que funciona e tem dias que ele me mandaria à merda se soubesse o que é isso.

Nesse último ano, percebi o tanto de medo que cabe em uma pessoa: fiquei com medo do mundo. Deste mundo fazer algo ruim pro meu bebê e entendi finalmente esse tal de amor de mãe. O meu, é uma coisa quase obsessiva de querer que ele seja feliz, que nunca ninguém roube ele de mim, essa coisa de louco que só quem é mãe sabe.

Foi um ano que percebi que eu nasci pra ser mãe dele, que ele é um bebê de alma velha e quando nos olhamos fundo, parece que nos conhecemos há anos e mesmo assim é tudo novo.

Há dias, em que minha vontade é ficar grudada nele e às vezes eu fico mesmo: durmo fungando o cangotinho dele, com os cabelinhos loiros e macios coçando meu lábio. Tem dias que a gente se abraça, ele me dá beijo, me enche de baba, puxa meus cabelos e eu amo. Me sinto legitimamente feliz. Percebo que o tempo é cruel e que deveria parar mais, pro Thomas o sentimento é de que ele quer que o tempo voe, o mundo é pequeno demais pra ele.

Neste último ano, decidi cuidar dele, do meu filhote em tempo integral! Não há nada que pague isso e ainda tivemos a sorte de conseguirmos voltar pros eua, pra mais uma temporada. Vou trabalhar meio periodo e em casa, pra complementar a renda, bem diferente do ritmo se São Paulo, quando tudo era mais maluco e demorado.

Sobre o desenvolvimento do Thomas: nesse último mês, aprendeu a dar tchau, fazer não com a cabeça. Pegou um resfriado no segundo dia de Estados Unidos, pra minha sorte, porque consegui comprar aquele Nosefrida. Pausa. Como pode alguém ter bebê sem Nosefrida? Aspira até a alma da criança, que odeia o caninho, à propósito. Despausa. Thomas aprendeu a tomar suco e água com canudinho. Ele faz farra e se hidrata! Passou a tomar a fórmula pra crianças mais velhas e a pediatra já liberou comida como a nossa, mas eu ainda não dou, porque ele engasga e eu sou cagona, alem de que ele normalmente nao curte comer comida da gente quando eu dou pra ele, so gosta de beliscar do meu prato.
Cresceu exatos 24cm desde quando nasceu. Engordou 5kg. Está mais loiro e de olhos mais azuis. É lindo, inteligente, cheiroso, carinhoso, engraçado e o amor das nossas vidas!

Aprendeu a ficar em pe e empurrar um carrinho que compramos pra ele da Fisher Price. Ama caixinhas e coisas de encaixar. Adora pegar coisas com os dois dedos – dedao e indicador. Ri quando fazemos careta e a brincadeira preferida e quando o pai enfia ele numa canga e faz uma especie de rede e sai pela casa passeando com ele. O moleque pira!

Sobre mim: meu corpo levou praticamente um ano para voltar perto do que era. A hemorroida sumiu, o umbigo tá fofo de novo (mas ainda sem o piercing), meus peitos tão maiores e não cairam, minha barriga tá beeeeem menos mole e menor, graças aqui a uma coisa chamada Lipocavitação! (Beijo Flávia que me indicou!) comprei um pacote de 10 sessões nesses sites de compra coletiva e amei! Fiz só 5 sessoes, mas perdi 1,2kg de banha! Hahaha
Fora isso, minha cabeça mudou muito nestes 12 meses. Me sinto mais madura (e muito mais cansada)! Já falei pro marido que tem horas que a gente só quer deitar o corpo e pensar no nada, nada pessoal, o que pode fazer alguns relacionamentos pesarem um pouco e hoje entendo isso.

Eu tenho amado ficar em casa com o Thomas. A unica coisa que sinto falta do trabalho e conversar com minhas amigas, hora do almoco e aquela alegria de ser sexta feira, fora isso, nao tenho do que reclamar de ficar em casa com ele. Comecei a trabalhar em casa e tenho feito meu trabalho somente nas horas das sonecas dele, porque e impossivel fazer qualquer coisa com ele acordado.

Voltei pra academia aqui nos EUA e vou comecar a pegar mais pesado quando eu conseguir espirrar, porque hoje, exatamente, ate meu cabelo ta doendo.

No mais, seguimos nossa vida por aqui. Morrendo de saudades da minha afilhada gatinha, da minha vo, de toda minha familia e amigas.

Um resumo dos ultimos 12 meses do Thomas:

-Cresceu 24cm

-Engordou 5kg

-Teve 3 resfriados e roseola causada pela febre

-Aprendeu a engatinhar com maestria

-Fica em pe com apoio

-Ficou loiro, cabeludo de cabelo beeeeeeeeeem fino

-Os olhos sao azuis piscina que enxergam minha alma

-Tem as maos e dedao do pe enormes

-E forte pacas, bate em tudo e as vezes nos machuca

-Nao tem medo da Amy, mesmo depois das 59810938 unhadas

-Vive com um roxo em algum lugar, resultado das peraltices

-Fala muito no idioma dele e fica feliz quando consegue repetir o som de algumas palavras que dizemos

-Parece um chiclete comigo

E esta absolutamente derretendo nossos coracoes!

E ai, quem fica com a gente por mais 12 meses?

 

IMG_5864.JPG

IMG_5798.JPG

IMG_5842.JPG

IMG_5863.JPG

Anúncios

12 comentários em “12 meses ou: UM ANO

  1. Ahhhh, Thomas seu fofo delicioso! Carol, essa ideia das fotos de cada mês ficou sensacional! Amei as cores! Menina,, fico aqui pensando como vocês conseguira, se mudar de país 3 vezes neste 1 ano? Já me mudei e sei como é difícil… Espero que esta nova fase seja maravilhosa e que Thomas continue crescendo lindamente!
    Beijos, Rita 🙂

    Curtir

  2. Chorei!! rs
    A gente fica aqui vendo “de pertinho” essas quiança desde a barriga e fica “tudo se sentindo tia”, né?!
    Foi muito gostoso acompanhar esses primeiros 21 meses de vocês juntos, ver o crescimento, vibrar com as mudanças, sentir o amor… que venham muitos meses mais!!!

    Feliz primeiro aniversário, Thomas-loiro-lindo-delício!!!!
    E parabéns pelo primeiro ano de maternidade, Carol!!

    Beijão

    Curtir

  3. Eu ficooooo! o/
    Adoro ler você! Foi amor a primeira linha! E adorei acompanhar o primeiro ano do Thomas!
    Que ele continue crescendo lindo e loiro e fazendo de você uma mãe cada dia melhor!
    Que bom que os dias de Zezé ficaram para trás! Hahahaha!
    Um beijo! Parabéns pra vocês!

    Curtir

  4. Ê parabéns !!!! Quem diria, outro dia mesmo era um parasita que lhe habitava, agora é essa coisa mais linda loira de se ver ! Sabe o que eu mais gostava? As fotos no elevador ! hahahahaha
    Ja fui no Google ver Lipocavitação….thanks ! Bjus !!!!

    Curtir

  5. Oi Carol

    Muito lindo seu post. Cheguei a me emocionar. Hoje minha bebe está com 4 meses, e grande parte do que vc escreveu é exatamente o que eu estou vivendo hoje. Com a diferença que tive que voltar a trabalhar essa semana e já não posso ficar lambendo a cria 24 horas….

    Mas muito legal! Acompanho seu blog desde que eu descobri que estava grávida. Há 1 ano!

    bjs e parabéns pelo 1 ano do filhote. Ele está cada dia mais lindo!!!!

    Marina

    >________________________________

    Curtir

  6. Eu fico o/
    Que alegria chegar a esse marco! E podermos acompanhar com tantos detalhes a evolução desse meninão lindo, brabo e denguinho da mamãe!
    Que seja assim sempre delicioso (mesmo com os momentos de desespero)!
    Bjs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s