Blogagem Coletiva

BC – “Qual foi a sua maior dificuldade com a maternidade até hoje?”

Adoro essas blogagens coletivas! Faz a gente se sentir parte de um “clubinho” seleto que muitas vezes partilha dos mesmos problemas!

A Lalah já tinha começado a blogagem na gravidez e agora uma sobre papos de mães! Hoje começamos com o tema de qual foi a maior dificuldade na maternidade até hoje.

Pra mim, a maiordificuldade não foram as primeiras noites acordando a cada 3 hs, não foi dar o primeiro banho, não foi o choro desesperado, não foi o primeiro cocô explosivo e xixi-mira-certa, nem os primeiros vômitos a jato…..

Bom, não é segredo pra ninguém que pra mim foi sem dúvida a amamentação. Eu já imaginava que teria algum tipo de problema, por conta dos meus bicos, mas não sabia que seria tão grave. Começou que na maternidade, o Thomas não conseguia mamar por causa do mamilo curto. Não dava o estímulo que ele precisava e ele não mamou, o que levou à desidratação e ao subsequente aumento da bilirrubina. A pediatra dele, humanizada, particular, prescreveu a fórmula e pronto: nunca meu bebê teve aleitamento materno exclusivo. Como eu já disse, na situação que ele estava, com a boquinha seca por conta da combinação de fototerapia+falta de leite, eu aceitaria até coca cola pra ele se isso resolvesse. Porém, isso bagunçou TODA minha produção de leite, porque quando meu leite desceu de verdade, ele estava internado, eu não tinha como ordenhar à noite, então ordenhava no são luiz 3X/dia e dava para ele também, antes das mamadeiras de LA no berçário.Ele sempre pegou o peito certinho, nunca teve a pega errada, eu tinha leite. O que desandou? Uma combinação de tudo: bico de silicone+mamadeira+falta de amamentação à noite (que hoje, sei que é a maior cagada não ter dado o peito à noite, hora que a produção é maior). Eu não dava o peito à noite, porque com o bico de silicone ele ficava com gases, eu dei duas noites e o coitado ficou mal. Foram as únicas vezes que ele teve cólicas.

Tentei não dar com o bico de silicone-ele recusou, não conseguia pegar. Batia a cabeça no meu peito que nem um Pica-Pau e não conseguia mamar, essa merda de bico curto. Então, comecei a tirar meu leite enquanto ele mamava um peito. Maior trampo. Ele mamava um peito, eu ordenhava o outro. Davam uns 30ml, que eu dava na mamadeira antes do complemento. Funcionou assim até ele estar com 2 meses e meio. Um belo dia, ele recusou. Parou de pegar o peito. Ficava PUTO da vida quando eu encostava a boca dele no bico de silicone. Aí, depois desse dia, minha produção que já não era grandes coisas, ferrou de vez e foi minguando, até um dia que eu ordenhei 10ml e chorei. Chorei pelo meu fracasso, chorei por saber da importância da amamentação, ainda que não exclusiva, chorei pela minha incompetência e pelo meu sentimento de mãe de merda. Tentei me convencer de que ele tinha tomado tudo o que produzi e que nem por isso seria “menas mãe”. Mas não adiantou. Ainda hoje isso me ressente e às vezes tenho vergonha de sacar a mamadeira onde quer que eu esteja pra alimentar o coitado.Pior que isso, é só ver na internet milhares de matérias de que amamentar é um caso de amor, que mamadeira estraga a arcada dentária, que criança que não é amamentada vai ter pouca imunidade e vai sofrer com isso. Meu, é uma bomba de informação que eu sei que tá aí pra ajudar, mas na boa: faz com que eu me sinta um cocô.  Fora a vergonha que sinto quando me perguntam se ele ainda mama no peito. Na boa? Não perguntem isso pra ninguém. Dói.

Tudo passa pela minha cabeça, que eu deveria ter me informado melhor, deveria ter comprado o bico de silicone antes, deveria ter lido, deveria, deveria, deveria. Não fiz. Não consegui. Sinto inveja de quem consegue, confesso. Acho lindo, eu adorei a sensação de amamentar ele, ainda que por pouco tempo e se eu pudesse, voltaria no tempo só pra poder mudar tudo isso.

Graças a deus, ele é saudável, não teve nenhuma rejeição do LA e eu não posso reclamar. Ele cresce a olhos vistos, MAS, só eu sei como me sinto sobre isso.

O que me conforta, é que minha prima que acabou de parir a Maria Fernanda, tá cheia de leite e eu tenho dado todos os pitacos que não tive pra ela, pra que ao menos a minha afilhada seja super amamentada até quando ela puder! Aliás vendo ela com uns peitos tamanho 46, pra quem antes de engravidar era 40, me convenço de que realmente nunca tive muito leite. Sei que o tamanho não é nada, mas meus peitos nem ficaram com aquela aréola de grávida, sabe? Enfim, já foi!

Ai. Desabafei.

Imagem

Eu não sabia, mas foi a última vez que ele pegou meu peito! 😦

Anúncios

27 comentários em “BC – “Qual foi a sua maior dificuldade com a maternidade até hoje?”

  1. Aimm Carols! Nao sei nem o que dizer dessa vez… Imagino sua frustracao, mas nao se ache jamais menos mae por isso… Nem se culpe eternamente, ta? Mas valeu o desabafo! Faz bem pra alma 😉

    Curtir

  2. Puxa, querida, eu te escrevi noutro post a respeito dizendo o que eu penso. Imagino sua frustração e como deve ser difícil se deparar com os textos sobre amamentação. Sinto muito se algum dia, alguma coisa que escrevi possa ter te chateado, mesmo que indiretamente. Eu cada vez mais penso que amamentar exige um baita esforço cotidiano, é uma luta mesmo. Não apenas com a gente, mas com quem nos cerca, com as informações desencontradas, com a falta de apoio. Tudo isso é muito duro e cada uma de nós gerencia como pode. Eu imagino sua tristeza em saber o que você perdeu, o que ele perdeu e tudo o mais mas, sinceramente, não penso que apenas um fator determina uma pessoa. Se tudo o que fazemos tem consequência, também podemos pensar que somos consequência de um apanhado de coisas muito grande. Sim, o parto, sim a amamentação, sim mais sei lá eu quantos mil desafios teremos e quantas mil decisões a cada dia. Acho que você tem que deixar seu coração ter um pouco de paz. Essa não deu, outras darão e tem muita coisa que vocês vão conseguir e que outros não vão… Eu acho que cada mãe tem dentro dela a marca de alguma coisa que não saiu como queria e o medo que isso faça mal ao seu filho. Cada uma de nós sabe onde acha que falhou e o pior que podemos sentir é justamente essa sensação de fracasso. Porque isso é por conta de acreditarmos que poderíamos ser perfeitas, que teria um jeito. Pois é, não tem. Cuida bem dessa mágoa, querida, que teu filho está aí para você fazer ainda muitas outras coisas importantes com e por ele. Beijo grande, Alessandra.

    Curtir

    1. Oieee, eu vi seu outro comentario, mas o Thomas acordou bem qdo eu oa responder! Hehehe entao, eu estou me perdoando, sabe? Esse post eu escrevi semana passada e eu tava bem pior…. Analisando bem hj em dia, vendo minha prima que ta jorrando leite eu vi que eu nunca fui assim, sempre tive uma lrpduçao baixissima! Mesmo assim ia levando… Mas ok, não deu! O que importa no fim eh que o Thomas toma bem o LA, nao tem nenhuma intolerancia e sabe, isso me acalma! Foi como vc falou, essa nao deu, outras darão… Mas fica tranquila, nunca me chateei com nada do seu blog, pelo contrario! Heheheh
      Bjoks e brigadao de coracao pela força!

      Curtir

  3. Dá aqui um abraço, Carol!
    Não sei exatamente o que falar. Me emocionei com as suas palavras, de verdade.
    Ando pensando muito nesse assunto, não acho que vai ser fácil, mas tô tentando não me apegar em nenhum pensamento que me coloque pra baixo, pelo menos agora.
    Você é uma mãe incrível, sim, pode acreditar nisso!!
    Desabafar faz bem, faça isso sempre que quiser, viu?!
    Tô aqui pra qualquer coisa…

    Beijo beijo!

    Curtir

    1. ai, ai…mas tá passando, viu? esse post era da semana passada quando além do projeto mãe de merda, eu tava na tpm e nem sabia-desceu hj! heheheheh
      Mas vai passar, é uma feridinha que tá cicatrizando!
      Brigada pelo apoio! ❤

      Curtir

  4. Oi Carol

    Sabe, a única coisa que eu fazia questão durante a minha gravidez era de amamentar.E olha que além de ter um mamilo muito meia boca também eu ainda fiz redução de mamas há trocentos anos atrás, então eu li bastante sobre amamentação, me informei, fui ao Banco de Leite da maternidade, mas nem assim eu consegui amamentar, meu filhote ficava bravo porque não conseguia pegar o bico direito, não saía quase nada de leite, eu ficava 1 h com ele no peito e mais 1 h espremendo o peito pra sair 5, 10 ml. O resultado disso tudo é que eu tive uma crise de pânico ás 3 hs da manhã com falta de ar e pressão alta e desde então eu parei de amamentar.Isso me dói muito também, Carol, e olha que o meu amadinho acabou de fazer 1 ano agora e é uma criança maravilhosa e saudável.Eu acho que falta muito acolhimento ás mães, não adianta fazer campanha com a Wanessa Camargo falando que amamentar é muito importante; nós sabemos disso, poxa!!!Falta acompanhamento pós parto, alguém pra te falar o que está certo ou errado…bem, esse desabafo foi pra te mostrar que você não está sozinha nessa dor de não ter conseguido amamentar como gostaria e que a culpa NÃO foi sua, você tentou, não foi?Você não foi uma mãe que estava com os peitos jorrando de leite e resolveu por motivos fúteis não amamentar, não é?Sinta-se vitoriosa do seu lindo Thomas estar bem, isso é o mais importante!Um abraço de mãe para mãe!
    Natália

    Curtir

    1. Pois é.. a gente lê pra caramba e na real as cosias são diferentes….mas é verdade, todo mundo fala sobre amamentar, mas ninguém fala que pode dar errado SIM, independente da vontade da mulher! Poxa, eu quis muito que ele pegasse meu peito, só faltou eu fazer promessa, mas nada….mas olha, a ferida tá cicatrizando….tá passando!
      Tks pelo apoio, isso não tem preço! ❤
      bjoks

      Curtir

  5. Oi Carol, não se culpe não! Ser “menas mãe” não tem nada a ver com o esforço que você fez. É exatamente o contrário! Acho amamentação importante, mas tem muitas outras coisas mais importantes que isso! Esse papo todo ROMÂNTICO em volta da amamentação beneficia 60% da população. Muitas mãe não conseguem por n motivos. Seu filho é muito lindo, saudável e precisa dessa mãe forte e cheia de ORGULHO DE SI MESMA! Parabéns querida! Beijos

    Curtir

    1. é verdade, salvo em raras exceções, nunca li um relato mal sucedido de amamentação. Nâo sei se por vergonha ou se porque eu era um peixe fora d´água, mas eu vi que isso acontece MUITO!!! mas tá passando, uma hora cicatriza! ❤
      Bjoks

      Curtir

  6. Um abraço aqui, Carol!
    É difícil pra caceta! Só a gente que sabe. Existem n dificuldades, pra todo gosto. Lembro sempre de uma coisa que tu disse em outro post: ninguém nunca acha que vai dar errado. Por isso, mal se discute como se preparar para amamentar, mesmo que seja psicologicamente. Eu, no seu lugar, vendo minha filha desidratada, teria feito o mesmo.
    Acho que você tem que se orgulhar sim de ter dado o seu melhor, mesmo diante da falta de informação. O Thomas tomou cada gota do que tu produziu e isso certamente fez bem pra ele. Só de ter uma mãe assim ele já tá muito bem na vida.

    Beijo e a internet também precisa de desabafos assim!

    Curtir

    1. é verdade, eu sempre li uns 2 ou 3 blogs com um problema como esse, as pessoas não falam que pode dar errado e aí pimba: vc se sente um lixo…mas tá tudo bem, eu já estou superando e na boa: o que não tem remédio, remediado está! então, bora pra mamadeira all day long e daqui a pouco começam as frutinhas, papinhas e isso eu adoro fazer, então não preciso me preocupar que pelo menos cozinhar eu sei…hehehe
      bjoks e brigada pela força! 😉

      Curtir

    1. Verdade!!! Foi um desabafo! hehe Colocar em palavras alivia MUITO a ferida que formou!
      Mas tá tudo bem, tá passando! agora eu fiquei a maluca da amamentação com minha prima e baby -que graças a deus JORRA leite! ❤
      hehe
      bjs

      Curtir

  7. oi, Carol. Eu at[e chorei lendo seu post. É exatamente a mesma sensação que tenho diariamente, principalmente ao ler textos sobre amamentação… é dificílimo ler mil vezes sobre tudo o que se perde. Apesar de “ainda” estar amamentando juntamente com o LA, sei que isso não durará muito, vejo cada dia minha produção caindo… é terrível, é desolador…
    Eu não agradeci a resposta do seu email há bastante tempo atrás, mas saiba que suas palavras que me fizeram insistir e me sentir menos culpada. Em da mesma forma aconteceu agora.
    Obrigada. E parabéns pela mãe e pessoa corajosa que você é.
    Um beijo. E espero que nos sintamos cada dia menos culpadas, já que sem culpa percebi desde o dia em que engravidei é impossível…rs.

    Curtir

    1. fiquei comovida com seu comentário…sei bem como vc se sente e acho que falta mto desse tipo de “suporte” nos blogs… eu senti mto, me senti a última do deserto! rs
      imagina, espero q minha resposta tenha te ajudado! 😀
      Pois é, acho que um dia a culpa vai embora, a minha ferida tá com casquinha já…uase cicatrizada, mais uns 20 anos e passa! rs
      bjs

      Curtir

  8. Olá Carol, td bem?
    Passei aqui pra conhecer seu blog, pq tb estou participando da blogagem coletiva… Primeiro preciso dizer que simplesmente A.M.E.I seu blog, adorei seu jeito de escrever, super me identifiquei e por isso já estou te seguindo.
    Qto ao tema do post, nem sei o que dizer, meus olhos se encheram de lágrimas do inicio ao fim… Qdo vi a fotinho no final e a legenda, aí sim as lágrimas desceram…. Acho que consigo me colocar no seu lugar… Aqui deu tudo certo, o Davi tem 6 meses e meio e ainda mama em livre demanda….E ainda hj não há momento melhor no meu dia… E eu sei que ficaria tb mto arrasada e frustrada se não tivesse conseguido, entendo sua dor… Mas tb ficaria, assim como vc, imensamente agradecida se o visse cheio de saúde e sem intolerância/alergia ao LA e certa que ofereci o qto eu pude…
    E pense que desta vez não deu não como gostaria, mas numa próxima dará.

    beijo grande,

    http://meupequenoreidavi.blogspot.com.br/

    Curtir

    1. Primeiro, obrigada pelo elogio e segundo PARABÉNS pela amamentação! Só eu sei qto invejo/admiro!
      MAs é verdade, infelizmente a gente tem que aceitar certas coisas, né? e olha…não foi por falta de tentar!
      Vendo hj minha prima com o leite saindo quase pelos olhos, eu vejo que sempre tive MUITO pouco leite…. infelizmente, o motivo nunca vou saber…quem sabe num próximo filho as coisas não sejam diferentes?rs
      bjooo

      Curtir

  9. Poxa, tbm não sei o que falar… mais enfim, vc NÃO É MENOS MÃE POR ISSO!
    Imagino que ler sobre o assunto deve te deixar mal. Jamais antes iria pensar nisso, agora vou me policiar pra não perguntar a respeito pras mamães…. Desculpa perguntar, mais a produção cessou?? pq eu tbm tenho os bicos MUITO PEQUENOS, e o que me ajudou foi usar as conchas pra amamentação… Assim que eu tiro, os bicos estão bem grandes, e conforme ela vai mamando, volta ao normal e ai ela tbm bate a cabeça igual um pica-pau (nunca tinha pensando que o motivo é esse)… Bom, ela acostumou, e hoje ela mama com eles pequenos mesmo… rsrs’
    Se ainda houver um pinguinho de leite ai, dá pra tentar… Ah, preciso dizer, o Thomas é lindo, parece aqueles princepezinhos das histórias… que olho é esse meu DEUS ❤

    Bjos

    Curtir

    1. então… minha produção sempre foi meio minguada, não sei se por causa da internação dele que tudo desandou, afinal, eu mais ficava sem ele do que com ele por quase uma semana e depois disso, eu sempre tentei com o bico de silicone, que depois descobri que não dá aquele estímulo ideal pra produção aumentar… não sei se foi só isso, se foi da minha fisiologia, sei lá! quem sabe numa próxima gravidez, as coisas não mudam? Meus bicos são MUITO pequenos e curtos. Quando eu tirava com a bombinha eles ficavam um pouco maiores, mas mesmo assim o Thomas não pegava….ele não se acostumou a mamar sem….
      Ahahah ele é uma delícia, esses olhos são apaixonantes mesmo! hehe ❤
      bjsss

      Curtir

  10. Nossa Carol, senti a sua dor. De verdade. Obvio que você não é “menas mãe”, longe disso! Aliás, milhas e milhas longe disso. Mas entendo sua dor.

    Mas vamos ao velho discurso? O que importa é que ele está saudável, está crescendo, está feliz! Existem muitas outra formas de criar vínculos com seu bebe, e pelo pouco que acompanho de vocês por aqui e pelo face, é muito claro que você os aproveita super. O sling, por exemplo!

    Acredite, se não fosse a amamentação, seria outra coisa que te martirizaria. Acredite.

    Bjs

    Curtir

  11. Ai Jesus!!! me abraça e chora comigo??? =/
    Somos do mesmo “clubinho” de BC e do mesmo clube de amamentação sofrida!!!
    Sofri!!! chorei . . . e me conformei, viu? como mães queremos ser super heroínas e ir sempre além do que podemos . . . me ví em vc quando ordenhou os 10 ml de leite . . . aconteceu comigo e doeu muito mais do que os bicos machucados! eu perderia os meus bicos na ordenha se soubesse que meu filho tomaria o meu leite, mas infelizmente não foi assim e depois de muito choro aceitei que tinha que ser assim e que eu não poderia fazer nada pra mudar a situação . . . me descabelar como eu estava fazendo não resolvia nada . . . agora passou, mas quando lembro da um apertoziiinho no coração . . .

    Bjos!

    Curtir

    1. É fogo mesmo! O grande problema eh a cobrança, a nossa e a velada dos outros que a gente sabe q não é por mal, mas dói! Eu ouvi uma vez uma pessoa diZendo: ah mas o peito nem cai, dando a entender que eu nao dava o peito direto por causa disso vê se pode! Se ele conseguisse mamar, meus peitos podiam ir pras costas! Rsrs mas tá passando, tenho fé q um dia passa!

      Curtir

  12. Chorei lendo seu post pq não tão intensamente mas vivi muito disso. Tive que usar bico de silicone pq meu peito machucou muito, demais mesmo e aí qdo alguém que vinha me visitar via fazia aquela cara, aí depois tive começo de depressão pós parto e leite diminuiu e tive que recorrer ao LA e sei bem o que é responder: Ela mama só peito?? Hoje diminuí para apenas uma mamadeira, mas me senti muito mal qdo tive que dar mamadeira e me coloco no seu lugar, mas com certeza vc ñ é menas mãe, só de ler seu post dá para sentir o amor que vc tem peço seu baby!!

    Beijos

    Curtir

    1. Ai Suzy! Eh punk né? Eu me cobrei mto, sou mto perfeccionista em algumas coisas e sentir e falhei eh a pior coisa, mas tô melhorando nisso, preciso me perdoar e mal ou bem o Thomas tá saudável… Bjos pra nós!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s