barriga · bebê · dúvidas · grávida · neonatologista · parto · terceiro tri

A consulta com a Neo

Bom, aí que sábado foi dia de consulta com a neonatologista que acompanhará o Thomas nos primeiros momentos dele. Como não podia ser diferente, eu AMEI. Acho engraçado esse novo conceito de “humanização” de atendimento. Na minha concepção, todos que aceitam trabalhar com saúde deveriam no mínimo se esforçar para atender os pacientes de uma forma calorosa, humana é o mínimo. Agora, depois de ter visto e passado por algumas situações bizarras, vejo como é”fácil” atender pacientes de uma forma respeitosa, desde quando comecei a ser atendida durante a gravidez.  Faz uma diferença ENORME no que diz respeito à confiança e atendimento.

Mas voltando ao foco do post, a consulta: Chegamos no local onde a Dra. atende e já fiquei encantada: uma casinha no meio da Vila Madalena, cheia de árvores, plantas e um casal novinho, beirando os 25 anos com uma bebê linda sendo amamentada na sala de espera. Para quem não conhece São Paulo,  a Vila Madalena é um bairro super conhecido por ser “alternativo”, você encontra de tudo um pouco e para mim, me dá sempre a impressão de estar fora desta selva de pedra. Esperamos 1h para sermos atendidos, mas tudo bem, pois esta foi minha “sala de espera”:

espera

Sábado fez um calor desgraçado, então ficamos lá fora, marido e eu curtindo as árvores e tirando fotos impublicáveis….rs

Quando a Dra. nos chamou à sala, senti uma empatia enorme pela figura dela, simplesmente porque ela me lembrou DEMAIS uma amiga querida, Isabel, que hoje mora nos EUA. Elas são muito parecidas, então me senti absolutamente acolhida pela presença. O mesmo tom de voz doce e o mesmo sorriso brilhante!

Conversamos e a primeira coisa que ela me perguntou foi “qual é o nome do bebê”: Ela disse que não gosta de atender “o nenê”. Ele é uma pessoa, precisa de nome para ser atendido” ❤ morri de fofura. Pediu para contarmos um pouco mais sobre nós, há quanto tempo estávamos juntos, se ele havia sido planejado e quem havia indicado ela. Contamos tudo e ela me disse o que eu já suspeitava: que estávamos com uma das melhores equipes de parto natural de SP. ❤ (morri de amor de novo)

Depois disso, comecei com as perguntas práticas, algumas eu já sabia a resposta pois já havia preenchido no meu plano de parto, outras eram dúvidas mesmo, como:

Após nascimento: Se ele estiver bem, sai da Carolzinha direto para o colo. Ricky corta o cordão, depois que ele parar de pulsar e o bebê fica comigo. Se quiser amamentar, ele mama. Segundo ela, às vezes alguns bebês não querem mamar logo que nascem, então, fica à critério dele. Quando eu sair da banheira (se ele nascer mesmo na água), enquanto a Dra. Cátia me examina, a Dra. Sandra o levará para o berço aquecido, acompanhado do Ricky para examinar e fazer as medições de peso e tamanho aproximado – nada de estica-puxa-mede-conta. Nesta hora, uma enfermeira do São Luiz vem, apenas para colocar a pulseirinha de identificação nele. Depois disso, ele é enrolado num pano aquecido e volta pro meu colo ou do Ricky. Uma coisa que eu achei legal, é que ele não vai tomar “aquele” banho logo que nasce. Eles dão uma limpada, mas banho mesmo, de verdade, com água e sabão, só depois. Outra coisa interessante, é que ela disse que o Ricky acompanha para fazer a “contenção” dele, que nada mais é do que segurá-lo enroladinho para que ele não fique desesperado com tanto espaço enquanto ele é medido.

Vitamina K: Ele tomará a dose por via oral. São 3 doses: uma no nascimento, outra após 7 dias e uma última após 30 dias. Estas duas últimas doses preciso comprar, pois não é feita no hospital, obviamente.

Colírio de Nitrato de Prata: Eu disse que não queria, ela já me disse rindo: “mas é óbvio, você não tem Gonorréia!”  Nem preciso dizer mais nada….

Sobre entrada no hospital: Como é de praxe, todos os bebês que nascem no S. Luiz, precisam passar por uma espécie de “alfândega”, para dar entrada no nascimento e registro dele. Normalmente os bebês ficam de 4-6hs por lá, separados da mãe, largados no berço, sendo observados por estranhos e familiares através daquele janelão de vidro. No nosso caso, ele ficará por 1h, acompanhado de orientações específicas da Dra. Sandra, para que ele não caia nos protocolos hospitalares e normalmente, depois de 1h, ele vai para o quarto e lá fica conosco até irmos embora.

Roupas para maternidade: Como ele ficará em alojamento conjunto 24hs, eu não sabia exatamente como proceder, pois se ele não vai pra berçário, como ficam as fraldas (o S. Luiz disponibiliza as fraldas e kit de limpeza)?. A dra. riu e disse que ele ficará em alojamento conjunto, não “abandonamento conjunto”. Neste caso, ela disse para levarmos o que eles pedem mesmo e que tudo será feito no quarto, comigo ou com o Ricky acompanhando. Ela nos disse que passa sempre à noite para darmos o primeiro banho de balde nele e que isso é de propósito, porque eles ficam mais calmos durante a noite, depois do banho. Sobre essa lista de roupas, eu vou levar sim algumas coisas que eles pedem, mas outras vou abstrair, simplesmente porque não curto – tipo luvinha.

-Sobre as Vacinas: isso era algo que me deixava na dúvida, pois ao mesmo tempo que acho importante, não sei se acho legal picar o coitado logo depois de nascer. A dra. me disse o mesmo, e disse ainda, que caso fiquemos somente 24hs no hospital, ela recomenda fazer tudo: teste do pezinho, orelhinha, BCG e Hepatite depois de uma semana de nascido. Provavelmente é o que faremos, mas depende ainda de quanto tempo ficaremos no hospital.

De resto, eu posso dizer que me senti MUITO feliz com a escolha, ela realmente é uma pediatra abençoada e eu e marido adoramos a consulta.

Agora, é só esperar para ver a carinha do baby Thomas!

Anúncios

33 comentários em “A consulta com a Neo

  1. Ai, que feliz! Que perfeita! Que linda!!!
    Como é bom, hem Carol! ❤
    Tão feliz que vocês estão sendo bem cuidados. 😀
    Mas ó, quanto à luvinha, eu também não curto. Mas já me disseram que eles perdem muito calor logo que nascem pelas extremidades, daí a touquinha e as luvinhas. Sem contar que podem nascer com as unhas grandes, e se vc não cortá-las ou lixá-las logo, pode se arranhar. Vê aí como fazer.
    E coméquié? Banho de balde no hospital?? Morri de amor! ❤

    Curtir

  2. q lugar show!
    Gostei da Neo! Acho legal isso, mas eu nao tive isso na gravidez da Anna…o NEO q estava na sala de parto era plantonista do hospital, assim como anestesista…so o GO q era o meu!
    Nao conhecia ng q estava la…rs
    So meu medico mesmo!
    A Anna nao usou colirio tb! Acho q hj em dia é mais raro.
    Sobre as vacinas, a Anna tomou hepatite e BCG la mesmo. Eu nem pensei duas vezes.
    Acho valido!
    Tb fez o teste do pezinho la, eu nem vi…rs…me avisaram depois! Melhor assim!
    Teste auricular tb, teste dos olhinhos, tudo por la sem eu ao menos saber…rs

    Adorei seu post!

    Beijoooos

    Curtir

  3. Lindo, lindo, lindo! Agora pensa na pessoa que tá esperando ansiosa o relato de parto da Carol! Rs! Quanto a luvinhas, é como a Nana falou, tem a função de proteger o Thomas pra ele não se unhar (bebês são seres meio bobos, eles sempre se machucam com as próprias unhas).
    Beijos,
    Rita

    Curtir

  4. Carol, ai que médica mara! Muito amor a tua equipe.
    Aqui na Alemanha nao se recomenda as luvinhas, dizem que os bebes se sentem melhor com as maos livres (faz sentido né, afinal eles dentro da barriga “brincam” horrores com as maos). No inverno daqui eles recomendam umas munhequeirinhas pra esquentar (luvas só na rua). Quanto aos eventuais arranhoes dizem que nao precisa se preucupar que curam rapidinho, mas uma lixinha resolve.
    Aqui nao se dá banho em RN nos primeiros dias (só se limpa com pano úmido) e se recomenda nao usar sabonete por várias semanas (no máximo um pouco de óleo natural na água). Vou querer dar banho logo, mas acho que vou deixar o sabonete pra mais tarde, até porque eles tem um cheiro tao bom (sei pela minha sobrinha que só viu sabonete depois de meses), acho que o sabonete só vai estragar.
    Menina fiquei passada, como assim o procedimento normal sao 4 a 6 horas no bercário?! Me aperta o coracao ler essas coisas.

    Curtir

    1. Acho que sou meio alemã, pq penso exatamente igual! hehe no pior das hipoteses, eu ia tacar uma tesoura nas unhinhas mesmo….hehe Ah, tb não tenho pressa de banho, imagina! tô super de boa de sentir aquele cheirinho que só RN tem! ❤
      Pois é, aqui é "normal" ficar esse tempo todo no berçário, mas é que como a maioria tem cesárea, eles deixam os bebês lá largadinhos pra mãe se recuperar….eu tenho pavor de pensar no meu baby sozinho esse tempão! 😀
      bjsss

      Curtir

  5. Essa consulta com a neo mereceu até uma oração de agradecimento depois de realizada. Parece até utopia, mas essas coisas EXISTEM! Ainda bem – um milhão de vezes!
    Essa sala de espera é tudo!
    Ah! Ainda bem que o Parasita já tinha um nome. Já pensou? Se a médica precisasse chamar ele de “nenê”? 🙂
    Eu não sabia que existiam hospitais aqui no Brasil que seguissem procedimentos tão flexíveis como via oral de vitamina k e a não utilização do nitrato de prata! Feliz por vcs!
    Sucesso!
    Bjs

    Curtir

    1. Então, o hospital não é flexível, a questão é que estou com uma equipe própria, que só utilizará as instalações do hospital! 😉 Tá aí o pulo do gato! hehe se ele nascesse com plantonistas de lá, fatalmente cairia em todas as rotinas hospitalares….heheh
      Bjokssss

      Curtir

      1. então, minha médica só atende no S. luiz, pq é de fato o que melhores condições apresenta pros naturalistas…rs
        eu vou usar as instalações deles pelo convênio – internação, parto, salas de parto e a equipe que me acompanhará, é credenciada no s. luiz, porém toda paga particular… aí vou usar o reembolso do plano para recber uma merreca de volta! 😉

        Curtir

      2. Pior de tudo é a dor de cabeça na hora do reembolso… Será que não existe médicos que defendem o parto humanizado no convenio? #tristerealidade

        Curtir

  6. Sonho de consulta!! Sonho de acompanhamento!!
    Pena que seja tao caro!! 😦
    Fico pensando quando for a minha vez se terei condiçoes… Tenho um plano bem aceito no mercado. Mas tenho horror em pensar em entrar na faca, em ser costurada, morro de medo de cirurgia!! Ainda mais sem necessidade!!
    Parabens pelas suas escolhas, sensatez, respeito. Bjos, no thomas!! 🙂

    Curtir

    1. Posso falar? Já vai fazendo uma poupança…se meu pai não estivesse me ajudando com mais da metade do $ pra equipe, eu não conseguiria pagar tb…
      MAs tb acho que super vale a pena e se eu não tivesse como pagar, faria um empréstimo com certeza! 😀
      Bjokssss

      Curtir

      1. Uma poupanca de quanto mais ou menos?? Sempre quis ter uma nocao mas, nunca fiquei a vontade pra perguntar em outro blog. Mas se nao quiser nao precisa me responder. So queria saber pra me preparar, se der… Ou pra partir pra uma casa de parto do sus aqui no rio. Bem conceituada. :/
        Meu e mail se nao se importar de responder huilaclapp@gmail.com

        Curtir

      2. Ahh!! Falando de banho… Tem um blog chamado macetes de mae, onde tem uma coluna sobre gestacoes de brasileiras que vivem fora do brasil. O dessa semana foi na china e la eles deixam o bb nos primeiros dias algum tempo numa piscina com uma boia so no pescoco para acalma los por remete los a sensacao intra uterina. Achei o maximo!! Tem uma foto e ele todo, todo na piscina igual um girininho!! Own!!!! Quero uma boia daquela pro meu!!

        Curtir

      3. AAAai, eu já vi!!!! é demais aquilo, né!??!! eu babei tb, mas não achei aqui nenhuma bóia como aquela! eheh
        Eu adorei, até eu fiquei com vontade de ficar boiando! hehehehe
        bjssss

        Curtir

  7. Nossa Carol, muito bacana essa médica, acho que toda mamãe merece esse tipo de cuidado pq a gente fica meio (muito) abalada depois do parto.O plantonista neonato simplesmente RIU na minha cara quando no segundo dia de vida o Vincenzo não mamava nada pq eu tinha praticamente ZERO de colostro( fiz mamoplastia redutora há 15 anos atrás e tive muita perda de ductos mamários aparentemente)e ele não fazia nada de xixi e eu desesperada, acredita…fiquei MEGA triste com o atendimento dos neonatos, para eles aquilo é rotina, para mim é a vida do meu filho que acabou de nascer e está fazendo a maior adaptação da vida dele…se eu soubesse tudo o que eu iria passar tb me apertaria e tentaria um parto alternativo!Boa sorte para vc e Thomas, tudo passa tão rápido!

    Curtir

    1. Pois é, no começo, até pensei que seria bobagem pagar um neonato extra, mas depois pensei que se todo esse conceito de humanização e respeito não se aplica aos hospitais, fatalmente, meu bb cairia nas rotinas de trabalho deles e isso eu não quero… no fim, achei super válida minha escolha, tenho certeza que o Thomas será super bem cuidado e só passará pelas intervenções que forem necessárias MESMO! 😀
      bjoks

      Curtir

  8. Acompanho seu blog, mas nunca postei um comentário. Talvez por vergonha ou quem sabe por não me achar participante desse mundo mágico materno, uma vez que não estou grávida, nem tentante. Porém, se Deus quiser mudarei isso no próximo ano! Sempre achei cesárea algo natural, tantas amigas passaram por isso. Mas navegando pelos blogs mudei de opinião, afinal fica evidente que uma cirurgia não pode ser normal. Quero me preparar para essa etapa, por isso, estou buscando dicas de profissionais. Se não se incomodar, gostaria de ter uma ideia de preços, assim já faço minha “poupança” para 2014. Meu nome é Cibele e meu e-mail ci_pereira@yahoo.com.br

    Curtir

    1. Imagina!! Eu qdo era leitora de blog’s maternos tb tinha vergonha de comentar nos blogs! hehe
      Ainda bem que vc conseguiu mudar de ideia e ver que cesárea tem q ser sempre a última escolha!!! Vou te mandar um email sim, pode deixar!
      bjs
      Carol

      Curtir

  9. Oi Carol, tudo bem? Descobri minha gravidez há poucos dias e estou procurando todo tipo de informação a respeito de parto humanizado, já deixei minha sogra de cabelos em pé, mas acho que sou um ser humano também e no momento do parto importo tanto quanto o bebê, portanto, será (caso esteja tudo bem) do meu jeito. Adorei seu blog, já li todinho. Se não for muita invasão de privacidade, você poderia mandar por e-mail o nome do seu obstetra, dados da equipe e hospital com valores? Eu tenho plano de saúde mas não cobrirá o parto por causa dos 300 dias de carência, vou pagar caro por isso….Beijos e muita tranquilidade pra você até o fim da gravidez…

    Curtir

  10. Oi Carol acho que nunca comentei mas volta e meia dou uma passada por aqui, meu bebê nasceu dia 10/09. Não tive neonato pq marido e eu estávamos zerados e quando decidimos pelo empréstimo nao conseguimos mais ninguém, tava muito em cima. Mas mesmo assim demos muita sorte. Meu parto foi no São Luiz, no delivery. Não rolou sem anestesia, mas eu continuei sentundo as contrações e me movimentando mas sem dor. Ele nasceu direto pro meu colo ate o cordão parar de pulsar, papai (que disse que jamais faria isso, mas depois da emoção daquele parto nao tinha como) cortou o cordão. Dai a pediatra de plantão fofa, pediu licença, pegou, mediu, deu uma limpadinha, me disse que ele tava super bem, apgar 9 e 10, e entregou pro pai. Depois de terminados os procedimentos comigo (precisei de dois pontinhos, laceração leve pq não fiz a massagem perineal direitinho, mas com a barrigona era quase impossível, rsrs) ele veio para o meu colo e mamou e dormiu por 2h, so marido eu e ele no quarto. LINDO DE VIVER!!!!!! Ficou pouco mais de uma hora no berçário e foi pro quarto, alojamento conjunto, mas fiquei sim meio abandonada, elas demoravam pra caramba pra atender aos chamadose deram orientações mínimas, mas tudo bem acho até que foi melhor assim afinal em casa fomos só eu e o marido. Fui bem atendida pelo São Luiz eles estão mais acostumados com parto humanizado. Leve sua pomada antiassadura pq isso eles cobram a parte, o resto eles fornecem. Bj e que seu parto seja lindo!

    Curtir

    1. Oi Sharline!! esse comentário tava nmo spam! :-S
      Putz, legal sua experiência com o S. Luiz, eu estava curiosa para saber como eram os tratos lá! Eu, na verdade, vou levar praticamente tudo apesar de eles fornecerem. Fico pensando se ele fizer um mega cocô à noite, talvez eu não queira chamar a enfermeira, vou levar umas fraldinhas sobressalentes! valeu pelas dicas!! 😀
      bjoooss

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s