bebê · começo · grávida · primeiro tri · tentante

Sobre bebês, família e pizza

Bom, aqui continuamos firmes e fortes nas 12 semanas. Imagino que o bebê deve estar pulando/se alongando/dando tchau a cada espirro que dou, mas não sinto nada efetivamente. Também, com 5,6cm nem dá pra sentir nada mesmo….. 

Sábado, além de dia de ultra, foi também dia de festa na família. Vejam só: Meu avô era napolitano, italiano daqueles ultra italianos que me ensinou a enrolar spaghetti antes mesmo de amarrar o sapato e a grande diversão na casa da vovó era a pizzada! Pizzada mesmo, no quintal tem um forno de pizza! E o mais bacana, era que minha avó fazia a massa, molho e meu avô ralava a mozzarella. E assim foi minha infância, crescendo em meio às massas. Em 2002, convidei meu então ficante (hoje marido) a ir na pizzada. Se ele quisesse alguma coisa comigo, ia ter que querer mesmo, porque nestes dias, juntavam-se umas 30 pessoas da minha família. Todos falando ao mesmo tempo e comendo a melhor pizza do mundo. Marido também gostou e começamos a namorar numa pizzada. Só que em 2004 minha avó faleceu. Um câncer a levou cedo demais e por um tempo o forno de pizza ficou desligado, não fazia sentido acendê-lo. 

Mas aí o tempo passou e voltamos a nos empanturrar de pizza. Só que desta vez, comprávamos a massa da pizza numa pizzaria e minha tia trazia o molho e cada um trazia os ingredientes: rúcula, tomate seco, atum, calabresa. 

E neste final de semana, fizemos uma pizzada para comemorar o aniversário da minha tia. E foi especialmente bom, primeiro porque foi minha primeira pizzada grávida e segundo, porque conseguimos reunir quase toda a família inclusive a nova leva: o bebê do meu primo e a menininha de um outro primo, além de mim e a esposa de um primo que está, pasmem, grávida de gêmeas! Foi muito legal, porque neste momento, com a casa “ouvindo” à crianças, senti uma renovação, a esperança de que as pizzadas ainda farão parte da família enquanto a casa não for vendida e me senti um tanto esperançosa de saber que meu parasitinha poderá comer a pizza feita em casa e com um sabor todo especial.

Ah, desta vez, meu tio fez a massa e ficou idêntica à da minha avó!

ImagemNem as brigas pelos pedaços fazem as pizzadas menos especiais! 😀

 

Anúncios

8 comentários em “Sobre bebês, família e pizza

  1. Carol, a minha família é meio italiana e meio espanhola e adora uma reunião barulhenta! Pode ser pizza, paella, macarronada, churrasco, qualquer coisa! É uma delícia! E a gente valoriza muito isso quando tem filhos. Dá mesmo a sensação de renovação da família, não sei explicar… bjo para vc e para o parasita!

    Curtir

  2. Ahhh… Eu amo essas tradições familiares. o/
    Lá em casa as reuniões esfriaram um pouco depois que a minha avó morreu, mas também demos a volta por cima e SEMPRE faço questão de falar dela para os bisnetos que não chegaram a conhecê-la. Biscoitinho então, será íntimo da bisa. Rsrs
    Beijos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s