Uncategorized

26/30 – The world is collapsing, around our ears!

Tá, não é que eu não sei contar, mas simplesmente pulei da 25 pra 26, porque a 25 era para falar sobre as diferenças de criação entre eu e meu filho. Dã, a principal diferença é que eu existo e o parasita, bem……nem precisamos falar né?

Mas quando eu li o 26 que perguntava o que eu achava de pior no modo como as pessoas agem e pensam, logo eu pensei nessa música do REM, simplesmente porque o mundo está caindo ao nosso redor.

Vamos começar do começo: eu sou uma pessoa certinha. sabe aquela que paga as contas no dia, não fura farol vermelho (quando a CET tá perto), não xingo no trânsito, dou meu lugar à fila para velhinhos, grávidas, deficientes, respeito os mais velhos. Eu sou fofa. E odeio viver num mundo cada vez mais canibal. Pelo menos aqui em SP o que eu vejo é: gente que não sabe dirigir, querendo ter razão quando faz cagada; vizinhos que ignoram o horário e continuam com barulho após o limite; crianças egoístas, mal educadas e violentas; violência; gente que para o carro em vaga especial; gente que trata pessoas como meu irmão (que tem uma deficiência intelectual) como uma pessoa burra, incapaz; Gente escrota essas aí. Isso tudo me incomoda. Me irrita e mais do que tudo me deixa indignada. Tem pessoas, que não se importam, cuja frase preferida é: “eu não sabia”, “só mais uns 5 minutinhos”, “é rapidinho” ou a clássica: “a gente dá um jeitinho”. Dar um jeitinho. Dar um jeitinho nessa sua cara de pau é o certo que deveria ser feito. Regras existem para serem CUMPRIDAS. Se não quer cumprir nada, vai morar numa anarquia.

Isso é o que mais me incomoda no viver no Brasil. E olha, conheço uma boa parte dos estados brasileiros e a opinião é unânime quando digo que essa famosa falta de educação é generalizada. Vi no Pelourinho vendedor agarrando turista pra colar fitinha do Bonfim, vender colar de alpaca por R$ 50,00 como prata pura. Isso me deixa puta e me faz querer sair daqui o quanto antes. 

Sabe aquele sentimento de “não pertencer à algum lugar”? É praticamente o que sinto 24/7 morando aqui. E isso engloba também nosso modelo de atendimento à gestante. Me deixa além de frustrada, irritada em saber que somos tratadas como lixo, como incapazes!

Pode me chamar de pessimista, mas eu realmente acho que não tem mais jeito! Acho que a solução para o Brasil era termos um governo punhos de aço para colocar a casa em ordem e quem sabe, ajudar a população a ver que somos todos um mesmo povo.

______

Sobre a cena sanguinolenta do mês: Nothing! Ainda não aconteceu nada, mas estou com coliquinhas desde ontem, achando que a cada levantada uma enxurrada acontecerá. Mas nada. Atrasado de novo um dia! Trollagem mensal, acho que é isso! rsrs

Anúncios

5 comentários em “26/30 – The world is collapsing, around our ears!

  1. Carol!
    Me sinto assim tbm, mas toda vez que falo isso ouço a clássica ‘Vai morar em outro país então’, duro viu?! E olha que moro em uma cidade de interior.
    Também sou trolada todo mês pela miss red! Fiz um post hoje sobre isso!
    Bjuss

    Curtir

    1. pois é! esse pessoal é o que mais me irrita, pq assim, se eu pudesse sairia do brasil, mas não é pq eu não posso sair que sou obrigada a viver no pandemônio! rsrs
      AAAh, vou ler seu post! Status de agora: coliquinhas e absorvente limpo! #memata

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s