humor · quiz

20/30 – Memories

Hoje é para eu falar sobre 3 memórias significantes da minha infância! Eu poderia ficar hoooooras dissertando sobre as idas pra Atibaia, na casa que meu tio avô tinha, sobre as idas para praia com meus pais, sobre os nhoques na casa da vovó que eu ajudava a fazer, sobre as brincadeiras de boneca, sobre a escola, sobre tudo. Mas eu vou falar sobre 3 memórias que até hoje são ou motivo de chacota ou de riso…

1-Natal de 1992 – Aí que eu do alto dos meus 1o anos, estava ansiosa para receber meu presente de Natal. Naquele ano, meu pai tinha ganho uma bela quantidade de grana e o natal tava salvo. Se não fosse pelo fato de o meu pai ter ficado encarregado de comprar o meu presente. Eu tinha aberto o primeiro e ok: um conjuntinho para fazer flores de papel. Elas tinham caule, miolo e cheirinho de flor! Lindo, minha mãe foi super legal! Segundo: uma bonecona daquelas fofas. E o terceiro. Do meu pai: uma………..luva……….do……….Freddy Kruger!!!!!! Nisso, minha tia gritou: “IVAN, ELA É UMA MENINA”! E meu pai respondeu: “Nossa, mas eu achei tãããão legal”. Eu tinha pânico do Freddy Kruger, eu morria de medo e meu pai, coitado, achou que porque eu estava naquela fase que o legal é assistir os filmes para passar medo, achou que eu gostava do Freddy! Isso foi tão bizarro que até hoje tiramos sarro um do outro. Até o Natal de 2011, quando eu dei o troco e…………dei para ele de Natal uma versão do ano 2000 da luva do Freddy!

2-Um jantar qualquer em 1988 – Estávamos em casa jantando com minha avó, tia e bisavó. E eu tenho um problema: desde pequena eu como pouco e às vezes a comida, mesmo que seja só um pouco, simplesmente não cabe no meu estômago e por isso vira e mexe eu deixava sobrar alguma coisa no prato. Pois bem, eu estava jantando e não aguentava mais a comida.Queria apenas tomar um gole de coca para ajudar a comida a descer. Meu pai (ele de novo) disse que enquanto eu não comesse tudo, não podia “botar a boca naquele copo com coca” (guardem essa frase, ela será útil depois). Aí, eu estava naquele engasgo com o frango e minha bisavó de repente derrubou o copo de coca na mesa! Ah, não tive dúvida: meti a boca no jogo americano e LAMBI, pasmem, LAMBI toda a Coca Cola que estava esparramada na mesa. Meu pai, vendo a cena, não acreditou e minha tia (a mesma que notou que eu era uma menina no dia do Freddy) disse para ele: “Ué, vc falou que ela não podia botar a boca no copo, né? então… tá tudo na mesa”

3-A primeira vez que vi meu irmão: quando ele nasceu, prematuro de 36 semanas e 2,200kg, eu fui logo pela manhã visitar minha mãe e ele. Quando a enfermeira entregou ele à minha mãe, ela disse: “Não, entrega para ela”. E eu recebi aquele toco de gente, do tamanho da minha boneca e notei tudo. Suas orelhinhas estavam dobradas, ele era minúsculo e tinha um cheirinho de recém nascido delicioso – esse eu também não esqueço até hoje. Por quase dois meses não descobrimos a cor dos olhos dele, pois bastava que acendêssemos as luzes para que ele fechasse os olhos azuis piscina! O dia que peguei ele no colo, foi inesquecível e hoje, 24 anos depois eu ainda lembro do cheirinho de bebê dele…

IMG_0402

A vingança, 19 anos depois

 

Anúncios

2 comentários em “20/30 – Memories

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s